VCRC Blog

Notícias sobre a cena musical local de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) + Dicas de lançamentos de álbuns (nacionais e internacionais) + Podcast mensal

-

BurnOut

Biografia atualizada em 12/10/2011

ATIVIDADE: Outubro de 1997 a Março de 2010
ESTILO: Grunge, Alternative Pop/Rock
ÚLTIMOS MEMBROS: Magno Dias (vocal, guitarra), Plédson França (bateria), James Kelly (vocal e guitarra), Michel (baixo)
INFLUÊNCIAS: Nirvana, Pearl Jam, Silverchair, Foo Fighters, Legião Urbana
DISCOGRAFIA: Canções de Ninar [Demo, 2000], Me Sigam Até a Luz [Oficial, 2001]

O INÍCIO DA BurnOut se deu em 1997 quando os jovens Magno Dias (que já integrou a Irados S/A e a Matheus VX), James Kelly "Paranóia" e Plédson França (que também participou da Jagunços) se juntaram para tocarem covers da Legião Urbana, Pearl Jam e Nirvana, a grande inspiração da banda. As experiências adquiridas através dos shows cada vez mais frequentes nas cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA e dos constantes ensaios na garagem da casa de James possibilitaram a autodescoberta do grupo e a gravação de sua primeira demo, Canções de Ninar (lançada em 2000), que deu o devido reconhecimento à banda que já não era mais chamada de Nirvana-cover e possuia agora um nome respeitável na cena independente da região. Chegaram até mesmo a gravar um especial acústico para a rádio Transamérica de Juazeiro, aonde conheceram seu futuro empresário José Ângelo, que infelizmente veio a falecer tragicamente em um acidente de automóvel dois anos depois e abalou as estruturas da banda.

EM 2001 GRAVARIAM seu primeiro álbum oficial, intitulado Me Sigam Até a Luz (que continha todas as quatro músicas da demo), e partiriam para Recife a fim de divulgá-lo no circuito da capital. Contudo, as dificuldades e a falta de dinheiro os fizeram retornar após difíceis quatro meses de batalha. James saiu temporariamente da banda e a formação se modificou com a entrada de Jailson Fernandes (baixista então iniciante) e Sérgio Pires (oriundo de uma banda cover da Los Hermanos), que ficaram até o início de 2007, ano da volta de James. Em um certo período, Plédson ainda liderou um grupo alternativo de pop/rock que contava com a participação de Jailson e Sérgio.

SEMPRE BASTANTE atuantes nos eventos alternativos da região do Vale do São Francisco, tocaram em 2005 no palco principal do RPV (considerado o maior evento de rock do interior do Nordeste), e foram parceiros do grupo #Rocks em realizações de sucesso como o Tributo a Nirvana (de 2005, aonde a BurnOut voltou às origens) e o Halloween #Rocks (2004 e 2005). O último show da banda aconteceu na sexta edição do Bodezilla (março de 2010), após o desmembramento do grupo devido à saída do frontman Magno, que partiu da região por questões profissionais. A BurnOut planejava um novo disco e já trabalhava em músicas novas quando chegou ao fim.

(Por Giuseppe Menezes com contribuição de Plédson e Magno)

ÁLBUNS:


TRECHO DO ÚLTIMO SHOW:

MÚSICA QUE ENTRARIA NO PRÓXIMO CD: